Seagri amplia defesa agropecuária na Bahia

Através de convênio de cooperação técnica, a Secretaria da Agricultura, a Universidade Federal do Recôncavo da Bahia e a Agência Estadual de Defesa Agropecuária da Bahia, realizam mestrado para qualificar profissionais da defesa agropecuária

Foto Heckel Jr. / Imprensa Seagri
“É prioridade nossa ampliar e otimizar as condições de defesa agropecuária do Estado, afastando a possibilidade de doenças e pragas”, afirmou o secretário da Agricultura, engenheiro agrônomo Eduardo Salles, ao assinar, juntamente com a Universidade Federal do Recôncavo da Bahia (UFRB) e a Agência Estadual de Defesa Agropecuária da Bahia (Adab), convênio de cooperação técnica para qualificar, através de curso de mestrado, profissionais que atuam na defesa agropecuária da Bahia. O ato aconteceu na tarde desta terça-feira, (14), na UFRB, em Cruz das Almas, quando o secretário também participou da abertura da Reunião Regional da Sociedade Brasileira para o Progresso da Ciência (SBPC), evento que prossegue até a próxima sexta-feira (17).

Nessa primeira fase, o mestrado contempla 12 profissionais da Adab. A idéia, como explica Salles, é capacitar e ampliar o conhecimento de quem já esteja apto a lidar com questões de defesa agropecuária. “A competência desses profissionais nos ajudou, por exemplo, a colocar a Bahia no patamar de livre da febre aftosa com vacinação”, declarou o secretário, destacando a importância de “aproximar os cientistas do campo, sobretudo em um Estado como Bahia, que possui o maior contingente de agricultores familiares do Brasil”.

Através do mestrado, o primeiro nesses moldes celebrado no Nordeste, serão planejados, desenvolvidos e executados programas de defesa agropecuária, com ênfase nas ações e programas de controle de pragas dos vegetais, promoção da saúde dos animais e qualidade de produtos alimentícios.

O reitor da UFRB, Paulo Gabriel Nacif, elogiou a iniciativa da Seagri e Adab de firmar o convênio. “É uma imensa honra ter um secretário da Agricultura agrônomo, atuante e engajado com a agropecuária. Esperamos que outros mestrados como esse possam surgir”, disse.
 
Kátia Lima, uma das mestrandas, classificou como “louvável” a realização do mestrado profissional. “O mais importante é que conseguimos atender às necessidades da academia e do serviço público”, considerou a fiscal estadual agropecuário.

Reunião

Na abertura da Reunião Regional da Sociedade Brasileira para o Progresso da Ciência, no começo da noite de ontem (14), o secretário destacou as ações da Seagri em prol do desenvolvimento científico. “O mestrado é uma delas. E vamos continuar contribuindo para as discussões em torno da ciência no Estado”, pontuou Salles, que visitou o stand da EBDA e Adab no campus da UFRB e conversou com técnicos da empresa, além de agricultores e pesquisadores da região. 

A Reunião Regional da Sociedade Brasileira para o Progresso da Ciência prossegue até 17 de setembro. O evento abrange quatro atividades: o IV Seminário de Pesquisa do Recôncavo da Bahia, o IV Seminário Estudantil de Pesquisa da Universidade Federal do Recôncavo da Bahia (UFRB), o IV Seminário da Pós-Graduação da UFRB e a 4ª Jornada Científica da Embrapa.

É esperado um público de 5 mil pessoas, entre estudantes e professores universitários, estudantes e professores do ensino médio e fundamental, pesquisadores de diferentes institutos de pesquisa do Brasil, gestores de ensino, educadores e o público em geral.

O objetivo da reunião é elaborar estratégias para alavancar o desenvolvimento científico e tecnológico do Recôncavo. A programação contempla temas relacionados às questões locais, concentrando discussões sobre o desenvolvimento sustentável da região, sob a ótica da ciência e tecnologia.

De acordo com Paulo Gabriel Nacif, reitor da UFRB, é preciso criar uma cultura institucional voltada para a universidade. “Nada melhor que a SBPC, que reúne todas as ciências, que discute o desenvolvimento científico, tecnológico e a inovação do Brasil para criar e ajudar a criar essa cultura”, afirma.

EBDA capacita agricultores familiares durante SBPC do recôncavo

Oficinas, palestras e cursos de manejos em mudas de citros, frutas exóticas, solo e água, inhame e agroecologia são algumas das atividades de capacitação que estão sendo oferecidas aos agricultores familiares da região de Cruz das Almas, pela Secretaria da Agricultura, através da Empresa Baiana de Desenvolvimento Agrícola (EBDA), durante a Reunião Regional da Sociedade Brasileira para o Progresso da Ciência (SBPC), que acontece até a sexta feira (17) no Campus da Universidade Federal do Recôncavo da Bahia.

A estimativa é que 250 agricultores familiares sejam capacitados durante os quatro dias de atividades. Para os visitantes, a EBDA disponibiliza num espaço intitulado “Fazendinha”, ações exitosas com produtos oriundos do trabalho agrícola como mandioca, palma, milho, feijão, araruta, frutas diversas, caprinos, pôneis, suínos, aves, exposição de animais de grande porte (bovinos, bubalinos e equídeos) e máquinas agrícolas, como também uma horta irrigada por um sistema formado por uma bicicleta e garrafas PET (bicibomba).

Durante a solenidade de abertura do evento, o secretário Eduardo Salles ratificou a importância de compartilhar os conhecimentos acadêmicos, adquiridos nas faculdades e congressos, com a realidade do homem do campo. “Extensionistas, pesquisadores e o poder público devem remar no mesmo sentido, buscar respostas que melhorem a qualidade de vidas das 665 mil famílias de agricultores que a Bahia possui. A EBDA é peça fundamental para a concretização desse processo”, comentou Salles.

Ascom-Rezende

Fonte: Ascom Seagri/EBDA
Rodrigo Vilas Bôas – DRT Ba 2368
Welder França
Tel.: (71) 3115-2737 / 2767 / 2794  
Tel.: (71) 3116-1803 / 3116-1910

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *