Palestras técnicas sobre cadeia produtiva do cacau marcaram o II Encontro de Produtores

0

Palestras técnicas, informações e debates interativos marcaram o II Encontro de Produtores e Técnicos sobre a Cadeia Produtiva do Cacau. O evento reuniu no último dia 18, produtores rurais, técnicos ligados à cadeia produtiva do cacau, secretários municipais de agricultura e presidentes de sindicatos rurais, que lotaram o auditório Hélio Reis, do Centro de Pesquisas da Ceplac.

Os produtores e demais participantes, foram recepcionados com mensagem proferida por Adonias de Castro, Superintendente da Ceplac para BA e ES em exercício agradecendo a presença de todos. “A Ceplac é a casa do produtor rural e estamos aqui para ouvir e também transferir informações sobre as novas tecnologias do cacau”.

A programação teve início pela manhã com a palestra de abertura: “Gestão e reestruturação da Ceplac”, proferida pelo diretor adjunto do Mapa/Ceplac, Edmir Ferraz, na oportunidade representando o Diretor Geral, Sergio Murilo. “A questão da reestruturação passa necessariamente por uma compreensão maior do próprio governo e das suas estruturas, e também do nosso papel como servidores, o que nós queremos da CEPLAC e como a queremos; enfim, buscando sempre a melhoria do atendimento ao produtor, nosso principal cliente”.

Ferraz comentou também que “A questão da gestão é inerente a todos nós da Ceplac, porque cada vez mais temos que buscar mecanismos e processo de melhoria da nossa gestão, com melhor eficiência dos gastos públicos, das nossas ações e dos nossos projetos, que independe de momentos”.

Em seguida o coordenador de Pesquisas do Mapa/Ceplac, José Marques Pereira, falou sobre as “Diretrizes e Programa de Pesquisa do Cepec”. E na sequencia os pesquisadores da Ceplac José Luis Pires e Uilson Vanderlei Lopes discorreram sobre “Melhoramento Genético do Cacau: avanços e variedades disponibilizadas. Melhoramento preventivo”.

Fechando o ciclo de palestras na parte da manhã tivemos: “Fertilidade de solo e novas recomendações de adubação para cacau. Produção intensiva”, com os pesquisadores George Sodré e Ivan Costa e Sousa; “Mecanização das cacauicultura: onde estamos e para onde poderemos ir”, com o pesquisador José Basílio Vieira; “Avanços tecnológicos na produção de mudas de cacau”, por George Sodré.
Na parte da tarde o encontro teve desdobramento com as seguintes palestras: “Avanços no controle e prevenção de doenças do cacaueiro”, com os pesquisadores Karina Peres Gramacho, Givaldo Rocha Niella e Marival Lopes de Oliveira; “Avanço no controle de pragas do cacaueiro e polinização artificial do cacaueiro”, com Kazuiky Nakayama; “Qualidade do cacau, cacau fino e analise sensorial”, com Neyde Alice Bello e Carlyle Brito; “Novo modelo de gestão para assistência técnica e extensão rural”, com Adonias de Castro.

Antes de encerrar o encontro os produtores e demais participantes tiveram oportunidade de debater, esclarecer suas principais dúvidas e encaminhar suas proposições junto aos dirigentes e palestrantes da Ceplac.
Na opinião do produtor de cacau, Pedro Magalhães, proprietário da fazenda “Lagedo do Ouro”, em Ibirataia, o encontro foi muito proveitoso. “Colocamos em dia toda a parte das inovações feita pela Ceplac e nos atualizamos sobre as novas técnicas desenvolvidas pelo órgão. Os temas das palestras foram muito interessantes para nós produtores, portanto parabenizo a Ceplac pelo empenho de seus técnicos e dirigentes”.

Ao final, o Diretor Adjunto e Coordenador Geral de Pesquisas e Extensão Rural do Mapa/Ceplac, Edmir Ferraz, definiu o encontro envolvendo produtores e técnicos como “um momento sublime e de grande oportunidade para ouvir o produtor e conhecer seus anseios e necessidades. Devemos trabalhar sempre juntos e caminhar numa mesma direção, afinal os nossos interesses eles são comuns e nós queremos oferecer a tecnologia para que se produza mais cacau e a responsabilidade do produtor é produzir cacau com base nas tecnologias recomendadas pela CEPLAC”.
O encontro, na opinião de um dos organizadores, o pesquisador José Marques Pereira, superou totalmente as expectativas. “Os produtores lotaram o auditório do Cepec e interagiram com os palestrantes numa demonstração de interesse pelas temáticas abordadas na programação. Isso motiva a Ceplac a promover outros encontros nesse formato e também a utilizar todas as indicações, sugestões e comentários que surgiram para o aperfeiçoamento do nosso trabalho”.

Um dos palestrantes, o pesquisador Uilson Vanderlei Lopes, ressaltou que o evento foi “uma grande oportunidade de mostrar o que nós estamos fazendo e o nosso progresso nas várias áreas de pesquisas. Desenvolvendo variedades de cacau cada vez mais produtivas e ampliando o leque de tipos de variedades, não só variedades clonais, mas no futuro variedades híbridas e com resistência a monilíase”.

Fonte: Mercado do Cacau
Decom: Fabiana

Os comentários estão desativados.