MPF ABRE INQUÉRITO PARA INVESTIGAR IRREGULARIDADE NA LIBERAÇÃO DE CARGA DE CACAU AFRICANO

0

 

O Ministério Público Federal abriu inquérito civil para investigar a liberação de cacau importado no Porto de Ilhéus. As cargas oriundas da Costa do Marfim foram importadas pela Nestlé em Itabuna e unidade ilheense da Cargil, num total de 10 mil toneladas (relembre aqui).
A carga trouxe insetos vivos alados do continente africano e, supostamente, sem predadores naturais no sul da Bahia, o que levou ao embargo das cargas. O Ministério da Agricultura será invetigado pela liberação das cargas, apesar dos alertas emitidos por produtores rurais.
A procuradora federal Flávia Arruti Galvão presidirá o inquérito que, conforme portaria, investigará “irregularidade na liberação de carga de cacau” com insetos vivos. O coordenador da Vigilância Agropecuária do Ministério da Agricultura, Nelmon Oliveira Costa, é citado na portaria.

Fonte: Blog do Pimenta/Itabuna

Ascom-Rezende (Cargo Provisório)

 

Postado em Pimenta na Muqueca

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.