Espírito Santo e Bahia fecham etapas do planejamento estratégico

0

Espírito Santo e Bahia fecham etapas do planejamento estratégico

PEC – ESPÍRITO SANTO:

Com o objetivo de elaborar estratégias para a Ceplac no Espírito Santo, a Gerência da Comissão Executiva do Plano da Lavoura Cacaueira se reuniu esta semana para definir ações regionais que serão inseridas no Planejamento Estratégico nacional da instituição para os próximos 10 anos.

Em nível nacional, a Ceplac tem como visão para um horizonte de até 2022, ser referência mundial na promoção do desenvolvimento rural sustentável, através do desenvolvimento de modelos competitivos e sustentáveis de produção para agricultura tropical perene.

A elaboração do Planejamento Estratégico foi realizada com auxílio da consultoria Symnetics. Participaram do encontro o coordenador-geral de gestão estratégica da Ceplac, Elieser Correia, gerente regional da Ceplac/ES, Paulo Roberto Siqueira, técnicas da Symnetics e servidores da Ceplac/ES.

Na reunião, foi avaliada a proposta de Planejamento Estratégico em nível nacional. Após exposição da estrutura do Plano Estratégico pela Symntecs, o gerente regional da Ceplac/ES, Paulo Siqueira, solicitou a participação efetiva de todos os envolvidos no processo.

Nas discussões foram levantadas mais de vinte ações para serem inseridas no Planejamento Estratégico a partir de 2012. A Ceplac/ES quer implantar ações que visam contribuir para melhoria do negócio regional do cacau e o desenvolvimento da pequena agroindústria familiar por meio do acompanhamento aos produtores. Além disto, a Ceplac/ES pretende interceder junto ao poder público e instituições financeiras visando uma melhoria de crédito rural.

Também estão previstas ações visando a aprimorar a qualidade dos produtos agrícolas com o uso da tecnologia limpa, visando a sustentabilidade no campo e contribuindo para aplicação da agroenergia.

Investimentos para motivar e capacitar os servidores da Ceplac/ES também foram inseridos no Plano. A idéia é promover competências por meio de cursos de aperfeiçoamento e sistemas de avaliação gerencial. Em nível nacional está sendo planejada a realização de concurso para captar novas competências para a Ceplac.

Por fim, o planejamento também prevê ações visando o fortalecimento da imagem da Ceplac por meio do aperfeiçoando da comunicação com o público externo.

“Este Plano Estratégico é um marco importante para a Ceplac. Eu defino que, a partir deste planejamento vamos construir uma nova Ceplac. Nosso objetivo principal é verificar os problemas e apontar as soluções que só serão alcançadas com a colaboração de todos”, disse o coordenador geral de gestão estratégica da Ceplac, Elieser Barros Correia.

Para Paulo Siqueira, ao elaborar o Plano Estratégico 2012-2022, a Ceplac dá um importante passo para avançar na implementação de políticas visando o desenvolvimento sustentável da cacauicultura nacional. “Com o Plano Estratégico vamos, inclusive, poder avaliar melhor nossos próprios recursos humanos e técnicos”, finalizou.

Inácio Mazzanti
Assessor de imprensa
Soraia Chiabai Comunicação Integrada

PEC – BAHIA:

A Comissão Executivo do Plano da Lavoura Cacaueira (Ceplac), do Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento (Mapa), fechou na sexta-feira, 7, na Superintendência de Desenvolvimento da Região Cacaueira da Bahia, a etapa de discussão e elaboração de Planos Corporativos do Planejamento Estratégico 2011-2022. A oficina contou com a participação do coordenador-geral de Gestão Estratégica da Ceplac, Elieser Barros Correia, e de representantes da Superintendência e dos centros de Pesquisa do Cacau (Cepec) e Extensão da Ceplac (Cenex).

Ao final foram selecionados 40 projetos envolvendo ações de pesquisa, extensão, desenvolvimento rural e processos internos de gestão que serão tocados em 2012. Também se definiu a estratégia de gestão da unidade da Ceplac na Bahia repetindo mecanismo de deliberação similar quanto às demais unidades do órgão nos estados produtores de cacau do Amazonas, Espírito Santo, Mato Grosso, Pará e Rondônia e no Distrito Federal, onde se localiza a Diretoria, que centralizará as oficinas a partir desta próxima semana.

Segundo Elieser Correia, a expectativa é de conclusão do Plano de Gestão Estratégica da Ceplac, até o final deste ano, já que as etapas de construção e elaboração dos planos Corporativos e Descentralizados se encerraram. “Fechamos o circuito das seis unidades da Ceplac. A partir de agora vamos estabelecer um calendário de oficinas bimensais, trimestrais e semestrais para adoção do Plano de Gestão”, disse a consultora da Symnetics Raquel Kanbach que, acompanhada de Sônia Ribeiro, fez a supervisão da oficina realizada no Centro de Treinamento da Ceplac, na rodovia BR-415, eixo Ilhéus – Itabuna.

As discussões do Planejamento Estratégico da Ceplac 2011-2022 se iniciaram em abril passado com a Conferência de Busca, em Ilhéus, contando com a participação de agricultores familiares, pequenos, médios e grandes produtores, servidores públicos federais e dirigentes de instituições públicas e privadas convidados a apresentar críticas e sugestões e interagir com gestores e dirigentes das Superintendências de Desenvolvimento da Ceplac na Bahia, Pará e Rondônia e Gerências estaduais do Amazonas, Espírito Santo e Mato Grosso, além de membros da Diretoria, em Brasília, sob supervisão de consultores da Symnetics.

Fonte: Jornalista ACS/Ceplac/Sueba/Luiz Conceição

Assessoria de Comunicação da Ceplac

Ascom-Rezende

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.