Ceplac escapa da extinção mas cai para terceiro escalão

0

Em toda troca de governo nos últimos anos, políticos, lideranças rurais, entidades representativas de funcionários, além de moageiros e industriais tem sido mobilizados para evitar a extinção da Ceplac sempre em pauta. Desta vez, a equipe de transição para o governo Bolsonaro não revelou intenção de acabar a Ceplac, mas tirou a Instituição do primeiro e a colocou no terceiro escalão, ligada à Secretaria de Desenvolvimento Rural. Nesta posição os futuros dirigentes da Ceplac terão maiores dificuldades para resolver os problemas que a Instituição vem acumulando, tais como orçamentos muito baixos, indefinição jurídica, questões administrativas e a contratação de novos cientistas.

A Ceplac é a única instituição brasileira com a função de gerar ciência e tecnologia para o cultivo do cacau, oferecer segurança aos investimentos no setor e fazer sua parte para movimentar a cadeia produtiva que gera anualmente mais de 60 bilhões de reais. Recentemente a Ceplac lançou mais dois clones novos reconhecidos pelos cientistas como altamente produtivos e resistentes às doenças.

Funcionários da Ceplac e líderanças regionais têm a expectativa de sensibilizar o governo a rever a posição da instituição no organograma do Ministério da Agricultura e dar nova definição jurídica.

Fonte: Radar Bahia News
Decom: Fabiana

Os comentários estão desativados.