Câmara Nacional da Borracha se reúne dia 09 em Ilhéus

A Câmara Nacional Setorial da Cadeia Produtiva da Borracha Natural, órgão de assessoramento do Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento (Mapa), se reunirá entre às 13h30min e 18 horas de segunda-feira, 9, no Centro de Convenções Luis Eduardo Magalhães, em Ilhéus. A 15ª reunião ordinária do colegiado antecede o II Congresso Brasileiro de Heveicultura, cujas inscrições online são feitas no site da Ceplac na Internet no endereço www.ceplac.gov.br.

A Câmara Nacional Setorial da Cadeia Produtiva da Borracha Natural foi instalada em há cinco anos na sede da Sociedade Rural Brasileira em São Paulo, capital. A reunião em Ilhéus, no Sul do Estado, reveste-se de importância, principalmente pelo fato de a Bahia projetar a expansão do cultivo da seringueira em até 100 mil hectares para contribuir com a redução do déficit anual de cerca de 170 mil toneladas de borracha natural no Brasil, que atualmente depende da importação de grandes quantidades para suprir a demanda interna.

Segundo o Mapa, o Brasil participa com apenas 1,6% da produção em termos globais. Apesar da pequena contribuição brasileira à produção mundial, o País dispõe de considerável indústria de transformação de borracha, especialmente a pneumática, um parque industrial com equipamentos de última geração e um consumo que ainda está longe de ser atendido pela produção nacional.

Tudo isto será tema de palestras e debates no II CBH, que também vai divulgar resultados científicos e tecnológicos, debater políticas públicas, informar sobre programas de crédito e fomento e promover compartilhamento de experiências. Já a reunião da Câmara Setorial terá agenda própria que inclui Programa Agricultura Baixo Carbono, políticas de crédito e instrumentos de apoio à heveicultura, preços da borracha natural no mercado internacional e não incidência de juros no período de carência de financiamentos.

A secretária da Comissão Organizadora do II CBH, Stela Dalva Vieira Midlej e Silva, informou ontem, 4, que além das palestras confirmadas, 70 trabalhos e pôsters serão apresentados. Com a estrutura montada e tradução simultânea, o Congresso vai acontecer de 10 a 13 e um público estimado em 600 pessoas vindas de vários estados do Brasil e de países como Malásia, no sudeste asiático, Espanha, Europa, e da América Latina como Colômbia e México, está sendo aguardado.

O II CBH é promovido pelo Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento, através da Ceplac, Seagri, Adba e Ebda, Uesc, Plantações Michelin da Bahia e Instituto Cabruca. Tem o apoio do Sebrae, Federação da Agricultura e Pecuária do Estado da Bahia (Faeb), Banco do Brasil, Banco do Nordeste, Lateks, Amurc, Senar, Fazendas Vale do Juliana, Agro Industrial Ituberá, Abiarb, Capes, Borracha Natural, Icalbor, Coopbores, Fazenda Batalha, Bahiatursa e Apabor.

Ascom-Rezende

Fonte: Assessoria de Comunicação da Ceplac

Mais informações: (73) 3214-3220 – Comissão Organizadora.

Jornalista ACS/Ceplac/Sueba
Luiz Conceição


Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *