Bahia e Rio Grande do Sul podem expandir ovinocaprinocultura no País

0
oinoA Bahia, maior estado produtor de caprinos do País, e o Rio Grande do Sul, maior produtor nacional de ovinos, poderão firmar acordo para a expansão dos rebanhos no País, e trabalhar em parceria com programas de melhoramento genético, exportação e sanidade, dentre outros aspectos. Esta foi a proposta discutida pelo secretário estadual da Agricultura, engenheiro agrônomo Eduardo Salles, e o presidente da Câmara Setorial de Ovinos e também presidente da Associação Brasileira de Criadores de Ovinos (Arco), Paulo Afonso Schwab, na tarde desta terça-feira (3), no Parque de Exposições de Salvador, onde acontece a Fenagro 2013. “A Bahia ainda importa rebanho de ovinos e caprinos para suprir a demanda interna. Se trabalharmos juntos para aumentar o rebanho e criarmos um programa de sanidade para a ovinocaprinocultura, que o Brasil não possui, no futuro poderemos exportar a genética e demais produtos da ovinocaprinocultura para o mundo”, disse Paulo Afonso. De acordo com o secretário, “no que depender dos esforços do Estado para a criação de políticas agrícolas, buscar financiamento e prestar assistência técnica, será feito, pois a ovinocaprinocultura para o Nordeste é uma forte atividade, uma vez que os animais são resistentes a longos períodos de estiagem, sendo ideal a sua criação no semiárido”.
Fonte: Seagri
Foto: Claúdio Braga
Decom – Armênio

Os comentários estão desativados.